Anexos

Soneto ao Mestre Ulisses

_____________________________

______________________________

Existe alguém, cuja emoção nunca termina,
Que traz, na alma, o tom da sensibilidade,
Que é tão amigo, que enaltece a lealdade,
E tem, na música, a razão da sua sina.
Um homem feito de harmonia e disciplina,
Moldado em arte, em plena musicalidade,
Mestre em passar lições de virtuosidade,
Que apenas Deus sabe escolher quem é que ensina.
Foi Mestre Ulisses, quem me fez sentir que a vida,
É inifinita entre o bemol e o sustenido,
E a dor sucumbe ante os acordes da canção.
Quando a alegria de viver se vir perdida,
Hei de sentir seu solfejar, por Deus, regido,
Tocar-me as cordas do incontido coração.

_________

Lamartine Passos

São José do Egito, 15/04/2007

____________________

Morre aos 96 anos de idade o maestro e ex-vice-prefeito de Belo Jardim Ulisses Lima

Morreu neste domingo, no Hospital Boa Viagem, no Recife, o maestro e ex-vice-prefeito de Belo Jardim, Ulisses de Souza Lima.

Ele Tinha 96 anos de idade e completaria 97 no dia 22 de novembro próximo. Estava internado há duas semanas no Recife e a “causa mortis”, segundo sua filha, Conceição, foi falência múltipla de órgãos.

O corpo será velado a partir desta tarde na Câmara Municipal de Belo Jardim e o sepultamento está marcado para às 10 horas da manhã, desta segunda-feira, no cemitério da cidade.

”Mestre Ulisses”, como era conhecido nos meios musicais de Pernambuco, ou simplesmente “Professor Ulisses”, como era conhecido em Belo Jardim, era o mais velho maestro de Banda em atividade aqui no Estado e talvez no Brasil.

Ele dirigiu durante mais de 60 anos a Sociedade de Cultura Musical de Belo Jardim, tendo passado pelas suas mãos nessas seis décadas de atividade centenas de músicos que hoje estão espalhados por todo o Brasil, muitos deles tocando em bandas das Forças Armadas.

O mestre nasceu em São João do Cariri no dia 22 de novembro de 1913. Aos seis anos de idade mudou-se com a família para Brejo da Madre de Deus, onde começou a aprender música.

Em 1935, já regente de banda, transferiu-se para São José do Egito para reger a Banda de Música Santa Cecília, a convite do seu então presidente Cícero David.

Em São José do Egito fez sua primeira composição e em 1938 casou-se com Maria José Leite (hoje com 95 anos). Foi nesta cidade que nasceu seu filho mais velho, Uilson  (com ”U”), hoje regendo a Banda de Belo Jardim  em substituição ao pai.

De São José do Egito se transferiu para Sertânia para reger a Banda 6 de Junho da qual fizeram parte, entre outros, o maestro Francisco Dias de Araújo, o ”Francisquinho”, fundador da Orquestra Marajoara e  pai do engenheiro e ex-presidente da Chesf Mozart de Siqueira Campos Araújo.

Em 1942 recebeu convite para reger a Sociedade de Cultura Musical de Belo Jardim que tenha como um de seus diretores João Bezerra Filho, pai do atual deputado federal José Mendonça (DEM).

Em 1963 resolveu entrar na vida pública. Filiou-se ao PSP (Partido Social Progressista) e em 1964 foi candidato a vice-prefeito com apoio do então chefe político do município Arnaldo Barbosa Maciel (ex-deputado federal pelo PMDB) .

Nessa época, era possível votar no candidato a prefeito de uma chapa e no vice de outra. Resultado: foram eleitos Júlio Alves (prefeito) e Ulisses Lima (vice). O vice de Júlio Alves, que perdeu a eleição, era Júlio Aniceto.

Em 1970 a convite do então candidato a deputado federal, Marcos Frere, fundou o MDB de Belo Jardim do qual foi o primeiro presidente.

Uma de suas últimas composições (entre dobrados, marchas, valsas, frevos, cirandas, maracatus, etc. fez mais de 300) foi o dobrado a que deu o nome de ”Governador Eduardo Campos”.

Escrito por Inaldo Sampaio

13 de Setembro de 2010 às 00:00:00

http://maisab.com.br/blog/in.php?page=inBlog&idB=10270

Morre aos 96 anos de idade o maestro e ex-vice-prefeito de Belo Jardim Ulisses Lima
Escrito por Inaldo Sampaio
13 de Setembro de 2010 às 00:00:00

1)      Morreu neste domingo, no Hospital Boa Viagem, no Recife, o maestro e ex-vice-prefeito de Belo Jardim, Ulisses de Souza Lima.

2)       Ele Tinha 96 anos de idade e completaria 97 no dia 22 de novembro próximo. Estava internado há duas semanas no Recife e a “causa mortis”, segundo sua filha, Conceição, foi falência múltipla de órgãos.

3)      O corpo será velado a partir desta tarde na Câmara Municipal de Belo Jardim e o sepultamento está marcado para às 10 horas da manhã, desta segunda-feira, no cemitério da cidade.

4)      ”Mestre Ulisses”, como era conhecido nos meios musicais de Pernambuco, ou simplesmente “Professor Ulisses”, como era conhecido em Belo Jardim, era o mais velho maestro de Banda em atividade aqui no Estado e talvez no Brasil.

5)      Ele dirigiu durante mais de 60 anos a Sociedade de Cultura Musical de Belo Jardim, tendo passado pelas suas mãos nessas seis décadas de atividade centenas de músicos que hoje estão espalhados por todo o Brasil, muitos deles tocando em bandas das Forças Armadas.

6)      O mestre nasceu em São João do Cariri no dia 22 de novembro de 1913. Aos seis anos de idade mudou-se com a família para Brejo da Madre de Deus, onde começou a aprender música.

7)      Em 1935, já regente de banda, transferiu-se para São José do Egito para reger a Banda de Música Santa Cecília, a convite do seu então presidente Cícero David.

8)       Em São José do Egito fez sua primeira composição e em 1938 casou-se com Maria José Leite (hoje com 95 anos). Foi nesta cidade que nasceu seu filho mais velho, Uilson  (com ”U”), hoje regendo a Banda de Belo Jardim  em substituição ao pai.

9)      De São José do Egito se transferiu para Sertânia para reger a Banda 6 de Junho da qual fizeram parte, entre outros, o maestro Francisco Dias de Araújo, o ”Francisquinho”, fundador da Orquestra Marajoara e  pai do engenheiro e ex-presidente da Chesf Mozart de Siqueira Campos Araújo.

10)   Em 1942 recebeu convite para reger a Sociedade de Cultura Musical de Belo Jardim que tenha como um de seus diretores João Bezerra Filho, pai do atual deputado federal José Mendonça (DEM).

11)  Em 1963 resolveu entrar na vida pública. Filiou-se ao PSP (Partido Social Progressista) e em 1964 foi candidato a vice-prefeito com apoio do então chefe político do município Arnaldo Barbosa Maciel (ex-deputado federal pelo PMDB) .

12)   Nessa época, era possível votar no candidato a prefeito de uma chapa e no vice de outra. Resultado: foram eleitos Júlio Alves (prefeito) e Ulisses Lima (vice). O vice de Júlio Alves, que perdeu a eleição, era Júlio Aniceto.

13)   Em 1970 a convite do então candidato a deputado federal, Marcos Frere, fundou o MDB de Belo Jardim do qual foi o primeiro presidente.

14)   Uma de suas últimas composições (entre dobrados, marchas, valsas, frevos, cirandas, maracatus, etc. fez mais de 300) foi o dobrado a que deu o nome de ”Governador Eduardo Campos”.

Anúncios